Revista LitCult – Vol.12 – 2º semestre 2016



O ENCONTRO ENTRE O FEMININO BRASILEIRO E O ISLÃ: CAMINHOS E DESENCONTROS – Mônica Peralli Broti, Paulo Roberto Monteiro de Araújo




A ESSENCIALIZAÇÃO DO SER POR MEIO DA LINGUAGEM (O ESTUDO DO SER NO DISCURSO LITERÁRIO) – UMA PERSPECTIVA ENTRE REALIDADE E FICÇÃO, NO ROMANCE TERRA SONÂMBULA, DE MIA COUTO – Angélica Maria Alves Vasconcelos




AS ISOTOPIAS DE CONVERGÊNCIAS ENTRE O POEMA O CACTO, DE MANUEL BANDEIRA, E O QUADRO O GALO, DE JUAN MIRÓ, NUMA ANÁLISE HOMOLÓGICA – UM ESTUDO SEMIÓTICO – Angélica Maria Alves Vasconcelos




HISTÓRIAS DE MULHERES DE UMA FAVELA – Natália de Campos Tamura




A VOZ ESPIRITUAL DE ISMAEL COUTINHO – Luiza Lobo




“A MORTE DO AUTOR” EM BOUVARD E PÉCUCHET, DE GUSTAVE FLAUBERT – Ana Claudia Pinheiro Dias Nogueira




O MEDO E A LOUCURA DA REALIDADE FICCIONAL: ANÁLISE DO CONTO “O HORLA”, DE GUY DE MAUPASSANT – Caio Vitor Marques Miranda, Cláudia Cristina Ferreira




REPRESENTAÇÃO DA HISTÓRIA EM AS VISÕES DE SIMONE MACHARD, DE BERTOLT BRECHT – Lindberg S. C. Filho




AS MULHERES EM LUANDA: UMA LEITURA DO FEMININO NA OBRA O TÍMIDO E AS MULHERES, DE PEPETELA – Elaine Cristina Andrade Pereira




CONSTRUÇÃO COMPLEXA DA IDENTIDADE INDIVIDUAL EM MEIO Á ESFERA SOCIAL – ANNE FRANK COMO EXEMPLO – Juliane Della Méa




A ONDA QUE NÃO SE DEIXA LER: COMENTÁRIO SOBRE UM CONTO DE CALVINO – Samuel Rezende




MISOGINIA E ABUSO: O GRITO DA MULHER EM YO NO SOY BONITA, DE ANGÉLICA LIDDELL – Ricardo Augusto de Lima




O ENCOBERTO: O PESSIMISMO DE QUE SE IMBUI UM SÍMBOLO DA ESPERANÇA – Ana Bárbara Pedrosa




SOBRE A IMPORTÂNCIA DO APRENDIZADO DA LÍNGUA NATIVA NA CRISTIANIZAÇÃO DA AMÉRICA LATINA – Lorilei Secco, Graciela René Ormezzano